Vinheta

Secret√°rios de Sa√ļde pedem mais rigor nas medidas de restri√ß√£o

No documento, os membros do Conselho Nacional de Secret√°rios de Sa√ļde (Conass) solicitaram a proibi√ß√£o de eventos presenciais como shows, congressos, atividades religiosas, esportivas e similares em todo o pa√≠s

Por Luiz Pereira em 02/03/2021 às 00:06:51

Os secret√°rios estaduais de Sa√ļde divulgaram hoje (1¬ļ) uma carta aberta à na√ß√£o em que pedem maior rigor nas medidas de restri√ß√£o das atividades n√£o essenciais, incluindo restri√ß√£o total nas localidades onde a ocupa√ß√£o de leitos estiver acima de 85% e houver tend√™ncia de eleva√ß√£o no n√ļmero de casos e óbitos por covid-19.

No documento, os membros do Conselho Nacional de Secret√°rios de Sa√ļde (Conass) solicitaram a proibi√ß√£o de eventos presenciais como shows, congressos, atividades religiosas, esportivas e similares em todo o pa√≠s. O conselho também requer a suspens√£o das aulas presenciais em todos os n√≠veis da educa√ß√£o do pa√≠s e toque de recolher nacional de segunda a sexta, das 20h até as 6h, e durante os fins de semana. O documento solicita também o fechamento de praias e bares, a ado√ß√£o de trabalho remoto e o aumento da testagem contra a doen√ßa.

O Conass pede o reconhecimento legal do estado de emerg√™ncia sanit√°ria e a viabiliza√ß√£o de recursos extraordin√°rios para o Sistema √önico de Sa√ļde (SUS) e a implementa√ß√£o imediata de um plano nacional de comunica√ß√£o para refor√ßar a import√Ęncia das medidas de preven√ß√£o e esclarecer a popula√ß√£o.

"Entendemos que o conjunto de medidas propostas somente poder√° ser executado pelos governadores e prefeitos se for estabelecido no Brasil um "Pacto Nacional pela Vida" que re√ļna todos os poderes, a sociedade civil, representantes da ind√ļstria e do comércio, das grandes institui√ß√Ķes religiosas e acad√™micas do Pa√≠s, mediante expl√≠cita autoriza√ß√£o e determina√ß√£o legislativa do Congresso Nacional", finaliza a carta.

A Ag√™ncia Brasil entrou em contato com o Ministério da Sa√ļde para comentar a carta do Conass e aguarda posicionamento.

Fonte: Agência Brasil

Comunicar erro
Teste 2
Teste 4