Vinheta

Covid: PB volta a apresentar municípios com bandeira vermelha

A avaliação mais recente do Plano Novo Normal com a análise situacional da pandemia da Covid-19 no estado, divulgada neste sábado

Por Luiz Pereira em 20/02/2021 às 22:57:07

A avalia√ß√£o mais recente do Plano Novo Normal com a an√°lise situacional da pandemia da Covid-19 no estado, divulgada neste s√°bado (20), mostra que houve um aumento significativo na quantidade de munic√≠pios que transitaram para as classifica√ß√Ķes mais restritivas.

De acordo com esse 19¬ļ levantamento, 99% dos munic√≠pios paraibanos figuram nas bandeiras amarela, laranja e vermelha – esta √ļltima aumenta as restri√ß√Ķes de mobilidade nos locais classificados.

As bandeiras levam em conta indicadores como: percentual de novos casos, letalidade (óbitos), ocupa√ß√£o da rede hospitalar da regi√£o e percentual de isolamento social. Ba√≠a da Trai√ß√£o é o √ļnico dos 223 munic√≠pios paraibanos que est√° em bandeira verde.

Na 19¬™ avalia√ß√£o, 62% dos munic√≠pios paraibanos encontram-se em bandeira laranja, esbo√ßando um crescimento expressivo de 527% em rela√ß√£o à 18¬™ avalia√ß√£o, na qual cerca de 10% dos munic√≠pios encontravam-se nesta bandeira.

Até a an√°lise anterior, a Para√≠ba n√£o tinha cidades em bandeira vermelha. J√° na avalia√ß√£o atual, que passa a vigorar nesta segunda-feira (22), os munic√≠pios de Igaracy, Catingueira, S√£o José do Bonfim, S√£o Mamede, Cuité de Mamanguape e Cacimbas comp√Ķem os 2,4% de localidades classificadas em vermelho, com recomenda√ß√£o de restri√ß√£o de mobilidade e servi√ßos.

De acordo com o secret√°rio executivo de Gest√£o da Rede de Unidades de Sa√ļde, Daniel Beltrammi, as medidas adotadas pelo Governo do Estado da Para√≠ba, entre os dias 12 e 17 de fevereiro, dedicadas a atenuar os riscos e efeitos negativos do per√≠odo carnavalesco, n√£o receberam a ades√£o necess√°ria de parte da popula√ß√£o paraibana e destaca que a temporada de ver√£o no litoral e balne√°rios paraibanos merece o m√°ximo empenho de todas as paraibanas e paraibanos no sentido de seguirem usando m√°scaras com frequ√™ncia e n√£o continuarem se aglomerando.

"Muitas pessoas seguiram reunindo-se em festividades, bares e restaurantes, abandonando o uso de m√°scaras e colocando em risco, n√£o apenas sua própria sa√ļde, mas também a de todas as pessoas com quem convivem. É preciso ter em mente que o m√™s de janeiro e a primeira quinzena do m√™s de fevereiro de 2021 foram marcados por expressivo aumento das ocupa√ß√Ķes dos leitos hospitalares dedicados à Covid-19, em especial dos leitos de terapia intensiva dedicados a pacientes adultos. Os n√ļmeros desta avalia√ß√£o refletem o repique no estado", ressaltou.

Entre 23 de janeiro e 06 de fevereiro, foram internadas para tratamento da Covid-19 em rede p√ļblica referenciada no estado 340 pessoas. J√° no per√≠odo seguinte, de 07 a 20 de fevereiro, foram internados 458 pacientes. Em n√ļmeros absolutos, isso significa um aumento de 118 interna√ß√Ķes apenas em leitos SUS.

Ainda de acordo com a avalia√ß√£o do Novo Normal, a Para√≠ba apresenta 35% dos munic√≠pios na bandeira amarela, uma redu√ß√£o de 54% em rela√ß√£o à avalia√ß√£o anterior. J√° a bandeira verde teve sua participa√ß√£o reduzida de 1% para 0,4% dos munic√≠pios paraibanos.

"Mudan√ßas da situa√ß√£o epidemiológica que venham a afetar o sistema de sa√ļde devem ser alvo de medidas efetivas imediatas, para que se possa conter ainda piores desdobramentos, na forma de crescimentos acelerados de casos, óbitos e interna√ß√Ķes hospitalares, o que poder√° agravar ainda mais as dimens√Ķes de sofrimento humano e social em todo estado. O coronav√≠rus depende de encontros e conv√≠vio social com proximidade entre pessoas para continuar se propagando. A decis√£o de manter-se seguro e protegido individualmente é fundamental para a sa√ļde de todos", refor√ßa o secret√°rio executivo.

A an√°lise da 19¬™ avalia√ß√£o do Plano Novo Normal ratifica a recomenda√ß√£o de m√°xima aten√ß√£o dos gestores e autoridades sanit√°rias municipais no sentido de garantir o monitoramento efetivo dos indiv√≠duos com sintomas gripais relacionados à Covid-19 (tosse seca, dor no corpo, cefaleia, febre, dor de garganta, perda de olfato e do paladar) e de seus contatos próximos, por meio das equipes da sa√ļde da fam√≠lia na aten√ß√£o prim√°ria, recomendando-se a coleta de swab nasal dos sintom√°ticos, para realiza√ß√£o do exame diagnóstico de maior acur√°cia para Covid-19, o RT-PCR, pelo Laboratório Central de Sa√ļde P√ļblica da Para√≠ba (Lacen-PB).

Foto: Divulgação


Fonte: Portal Correio

Comunicar erro
Teste 2
Teste 4